Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2008

Ask me - The Smiths

Shyness is nice, and
Shyness can stop you
From doing all the things in life
You'd like to

Shyness is nice, and
Shyness can stop you
From doing all the things in life
You'd like to


So, if there's something you'd like to try
If there's something you'd like to try
ASK ME - I WON'T SAY "NO" - HOW COULD I ?


Coyness is nice, and
Coyness can stop you
From saying all the things in
Life you'd like to


So, if there's something you'd like to try
If there's something you'd like to try
ASK ME - I WON'T SAY "NO" - HOW COULD I ?


Spending warm Summer days indoors
Writing frightening verse
To a buck-toothed girl in Luxembourg


ASK ME, ASK ME, ASK ME
ASK ME, ASK ME, ASK ME


Because if it's not Love
Then it's the Bomb, the Bomb, the Bomb, the Bomb, the Bomb, the Bomb, the Bomb
That will bring us together


Nature is a language - can't you read ?
Nature is a language - can't you read ?


SO ... ASK ME, ASK ME, ASK ME
ASK ME, ASK ME, ASK ME


Because if it&…

Servlet - Mensagens Assíncronas

Meu trabalho de conclusão de curso foi sobre um sistema de comunicação de bibliotecas. Desenvolvi o trabalho inicialmente nas aulas de XP e mais tarde, junto com o co-autor da monografia, Leandro Bororo.

Todo o trabalho gira em torno de dois problemas: exportar os dados da base para um formato especial, denominado MARC, e importar os dados desse formato para o banco. Podemos separar isso na discussão legal e na discussão chata. A discussão chata é justamente os objetivos básicos do projeto supracitados. A discussão legal é como criar uma interface WEB para esse componente que permita o acompanhamento do processo de importação ou exportação. Obviamente vou falar sobre o segundo caso.

Desenvolver uma interface WEB para o MARC não é nenhum problema. No entanto, acompanhar a importação/exportação e permitir que o sistema trabalhe com arquivos grandes (mais de 10 megabytes) é outra história. A própria natureza de uma aplicação WEB torna a solução síncrona problemática. A análise de um arq…